ENQUETE: VOCÊ É A FAVOR OU CONTRA A VENDA DE BEBIDAS ALCOÓLICAS DURANTE A FESTA DA PADROEIRA?

Por Redação, do Nísia Digital.

boca-no-trombone2Nos últimos anos diversas paróquias que fazem parte da Arquidiocese de Natal enfrentaram a difícil missão de abolir a comercialização de bebidas alcoólicas durante os festejos dos padroeiros. Nesses casos, as atividades religiosas não tiveram mudança alguma, mas houve grandes impactos na parte social dessas festas, já que essas celebrações também tem um aspecto cultural muito forte. O tema é bastante polêmico e costuma a dividir opiniões.

Para edição de 2013 da festa de Nossa Senhora do Ó, padroeira do município de Nísia Floresta, está sendo discutido a venda de bebidas apenas em dois momentos: durante o jantar e após a cavalgada. O assunto tem gerado algumas discussões em meio as equipes que estão à frente da organização dos festejos, já que desde 2011 o material não figura mais nas ações da programação da festividade.

Em outros lugares, onde a festa social também se tornou tradição com o passar dos anos, ainda não se conseguiu ter um controle sobre essa situação, como no caso das cidades de Santa Cruz e Goianinha, entre outras

E você, caro leitor, é a favor, contra ou ainda não tem uma opinião formada sobre a venda de bebidas alcoólicas durante a festa da padroeira de Nísia Floresta? Opine votando na enquete e deixando o seu comentário nessa postagem.

[poll id=”9″]

Publicidade

O que tem a nos dizer?

...

34 comentários sobre “ENQUETE: VOCÊ É A FAVOR OU CONTRA A VENDA DE BEBIDAS ALCOÓLICAS DURANTE A FESTA DA PADROEIRA?

  1. LAILINE

    NÃO ACHO NADA DE MAIS VENDER BEBIDAS alcoólicas na festa da padroeira até porque quando o Padre João Batista era o pároco da nossa cidade sempre fazia a festa tão bonita com parques de diversões , leilões e acho até que pra o encerramento deviria ter ma banda para animar a nossa cidade. minha humilde opinião. bjs a todos os leitores do Nísia digital

  2. Jose Carlos

    O alcool é responsável pela destruição de familias , vidas , casamentos , sem falar nos jovens que a cada dia quw passa começam a beber mais cedo e terminam estendendo o vicio para outras drogas. A minha pergunta é se a igreja catolica não tem conhecimento disso . Que coisa mais antagonica , Bebida alcoolica com festa religiosa ?!?! É por ideias como essa a igreja catolica tem perdido seus fieis para outras religioe.

  3. SGT NORMANDO

    CONCORDO PLENAMENTE COM VOCÊ, JOSE CARLOS. Existe outros meios de se divertir sem bebidas alcoólicas, e realizar uma bela festa. Temos excelentes bandas gospel para abrilhantar a festa. ÁLCOOL É DROGA!!!!!!!!!!!
    Sugestão:
    Momento do jantar – Banda gospel
    Momento da cavalgada – Trio elétrico de pequeno porte com Banda gospel
    Opinião pessoal.

    SGT NORMANDO

    1. Alicia reginaldo

      A igreja não pode ser conivente aos vícios,o álcoolismo tem sido causa da destruição de muitas pessoas,e a igreja tem sido fundamental na ajuda daqueles que precisam da libertação de seus males,então que não se faça o contrário, não acho certo a venda de bebidas.

  4. lele silva

    Ter bebida álcolica eu acho q sim, pois já é uma tradição e sobre os menores só é permitido a venda aos maiores de 18 anos, uma simples cerveja em um momento familia não é nenhum pecado.

    1. Jose Carlos

      Em que pais vc vive ?!?! So pode ser brincadeira sua achar que jovens menores de 18 nao bebem. Tradiçao ?!? sem comentario ….
      Bebida alcoolica é totalmente condenada na biblia ( regra de fe do verdadeiro cristao ) . Bebida em festa religiosa , so em Nisia mesmo.

      1. Augusto Morais

        Bebida não é condenada em Bíblia e sim a embriagues. Creio que o que “Lelê” quis argumentar é que ele é a favor do consumo moderado da bebida. Ora, “Cristo transformou água em vinho em um casamento e não ao contrário”. Quem bebe não está condenado como pensam alguns. Pessoas que não bebem podem está se condenando, inclusive por julgar o irmão. Sinceramente, não sou tão a favor da venda de bebidas, mas não posso condenar opiniões diferentes.

          1. Ana Maria de Morais

            Olha aqui Carlos, meu irmão Augusto não tem vícios. Mais uma vez pare de julgar as pessoas. Nós também lemos a Palavra. Portanto, pare de julgar as pessoas sem conhecê-las.

    2. Willian Barros

      Não acredito que a bíblia reprova o consumo de bebidas alcoólicas. O que pode ser recriminado e seu consumo desmedido. Se a conduta de ingerir bebida alcoólica fosse biblicamente reprovável Jesus não teria transformado água em vinho. Tampouco teria permitido que seus seguidores consumissem vinho comum na festa de casamento para qual foram convidados (João 2. 2-10).
      Creio que a venda de bebidas alcoólicas pode ser liberada durante as festividades. Contudo, fica a cargo de cada um o quanto se deve consumir.

      1. Jose Carlos

        Queridão , quando Jesus transformou agua em vinho nao tinha por objetivo ratificar o uso de bebida alcoolica. Aconselho vc ler mais uma vez a passagem biblica sobre as bodas de Caná. Aconselho tambem vc estudar um pouco de exesege para evitar erros de interpretaçao e nao usar textos biblicos fora de seu real contexto.

        1. Willian Barros

          Inicialmente não creio estar usando esta passagem bíblica fora do contexto. A hermenêutica é uma arte e possui várias formas de se materializar. Usemos um silogismo para corroborar o que eu tinha dito anteriormente: matar pessoas é algo ruin. Jesus não concorda com coisas ruins. Logo, Jesus não concorda com o homicídio. Agora, usemos outro silogismo. Ingerir bebidas alcoólicas é ruin. Jesus não concorda com coisas ruins. Logo, Jesus não concorda com a ingestão de bebidas alcoólicas. Esta última frase está equivocada, pois se Jesus condenasse o consumo de bebidas alcoólicas teria impedido o consumo do vinho na festa do casamento. Outrossim, teria se recusado a transformar água em vinho.
          Podemos aplicar a máxima popular de que “quem cala consente”. Jesus viu pessoas consumirem vinho e nada fez. Ou seja, se ingerir bebida alcoólica fosse errado ele teria se manifestado de maneira contrária.

          1. Jose Carlos

            Havia lhe aconselhado a ler mais uma vez a passagem bíblica , mas depois dessa sua lógica absurda vou lhe aconselhar a cursar Teologia .
            Mas antes de se matricular , deixe eu lhe adiantar algumas coisas . 1º na interpretação bíblica não usamos silogismo , é uma das primeiras regras que aprendemos na aula de Hermenêutica ( essa sua logica dedutiva para interpretar essa passagem seria até cômico se não fosse uma heresia rsrsrsr) . 2º A hermenêutica bíblica , embora use tópicos comuns a outras hermenêuticas como a jurídica por exemplo, não deve ser confundida. Faça o seguinte , dê uma olhada nos métodos Analítico e Sintetico da hermenêutica Bíblica e os aplique na interpretação dessa passagem ( detalhe só faça isso sob orientação de um professor de teologia , pois eles são bem complicados para quem ta iniciando ) . 3º Faça uma analise EXEGETICA do texto , pois ela é mais profunda e exaustiva . 4º Estude com bastante empenho a palavra grega “oinos” e seu contexto no Antigo e no Novo textamento.
            Quando fizer tudo isso , voltamos a debater o assunto .

          2. Willian Barros

            José Carlos você disse que minha lógica era absurda, entretanto não apresentou um motivo que a contradite.
            Gostaria de saber qual Universidade de Teologia você cursou, pois conheço pessoas que já se graduaram no mesmo curso e não partilham de seu entendimento.
            Engraçado que você cria uma regra que nem Jesus estabeleceu. A regra de que a bíblia proíbe o consumo de bebida alcoólica.
            Se nem mesmo Jesus repreendeu os convidados do casamento por consumirem vinho, quem seria eu ou você para dizer o contrário??
            Por acaso, você estaria acima de Jesus para estabelecer uma regra que nem mesmo ele criou??
            Se Jesus não repreendeu os convidados durante a festividade do casamento, quem seria eu ou você para repreender aqueles que quiserem consumir qualquer tipo de bebida durante a festa da padroeira??

  5. Samira

    Não vejo nada de antagônico bebidas em festas religiosas. O casamento. por exemplo, é uma festa religiosa, há bebidas e nem por isso irá levar alguém ao vício. O próprio Jesus participou de festas religiosas, como o casamento em Caná, na Galiléia, e fez o milagre da água em vinho. Beber não é pecado, e sim cair no vício. Não precisa de tanto fanatismo religioso para um ato cultural. Não vai ser a partir de um evento, que o povo vai parar nos alcoólicos anônimos. É melhor está em evento de cunho religioso, bebendo de forma social e controlável, do que em uma festa de meio de rua que iriam beber do mesmo jeito. Quem hoje em dia num bebe? A maioria sim, e o povo da igreja não está fora dessa estatística. Até uma bebida, vinho, é usada como símbolo do sangue de Cristo no altar. Se fosse pecado, colocasse água. E nenhum dos mandamentos traz a bebida como o vilão da história. Quem se conhece, sabe até onde o nível de álcool pode influenciar em suas atitudes. Vamos guardar domingos e festas, assim como o povo na época de Cristo, que por sinal, também bebiam.

      1. Samira

        O próprio suco de uva tem seu alcool. Ela é enfermentada. E na época de cristo, em baús de madeira, enfermentada por muitos anos, o suco da uva continha alcool sim. Destapem as viseiras!
        Frutas como caju, genipapo, uva verde e uva rocha entram em processo de fermentação e vira alcool, se brincar mais ativo do que o de hj em dia, por ser um processo natural, e não aditivado.

        1. Jose Carlos

          Samira , não vale nem a pena contraditar suas palavras. Faça o seguinte , leia os livros que te recomendei entao voltamos a debater . Falta fundamentaçao, coerencia e conhecimento em seus comentarios. “Destampar a viseira ” , por falar a verdade ? Menos Samira , menos …

          1. Wallace Barros

            Sabe o que não vale a pena contraditar? Uma pessoa que, pela internet, quer bancar o grande sábio, conhecedor de várias literaturas, mas, pelo visto, não conseguiu sequer aprender a escrever. Antes de recomendar a leitura aos outros, José Carlos, compre uma gramática e estude ela. E depois quando for criticar alguém trate de dizer onde está o erro.
            Você diz “falta fundamentação, coerencia e conhecimento.” quando fala da Samira.
            Primeiro – Ela não diz as fontes dela. Verdade, mas vai VOCÊ estudar bioquímica que você descobre que ela está certa quanto ao álcool presente nas frutas e em seus sucos.
            Segundo – Coerência possui acento circunflexo onde eu coloquei (viu a necessidade de uma gramática, ó, grande leitor?). Além disso sua pontuação é péssima, sem falar no testamento escrito com “x”.

            Agora quanto ao à minha cara que disse que o vinho que Jesus produziu não tinha álcool… Você deve ser um paranormal fantástica, pois em lugar nenhum está escrito isso e ninguém guardou esse vinho até os dias de hoje pra fazer os testes se ele tem álcool ou não.

  6. ZEZINHO MIRANDA

    Caros amigos, não acho nada de errado em permitir a venda de bebidas alcoólicas numa festa religiosa, com tanto, que a Igreja não participe e nem lucre com estas vendas. Comerciantes autônimos podem mediante uma licença municipal se instalar em pontos da cidade sem que haja a participação da Paróquia.

      1. ZEZINHO MIRANDA

        Amigo, você fez uma leitura errada da minha fala. Quando eu falo da bebida na festa religiosa, me refiro a venda nas barracas dos pequenos comerciantes e não na barraca da Igreja, sendo assim, a paroquia não estimulará ao consumo da bebida alcoólica nem proibirá.

  7. Jose Carlos

    Vamos aos fatos Samira , 1º Na epoca de cristo o casamento nao tinha conotaçao religiosa , mas sim social. Ademais , o fato Dele ter participado da festa e transformado agua em vinho nao justifica nem permite o uso da bebida alcoolica. 2º Beber nao é pecado ? Como explicar entao os textos biblicos que condenam tal pratica ? 3º Nao se trata de fanatismo religioso , pesquise um pouco mais sobre esse termo para poder usa lo . 4º A Biblia é acultural , ou seja , suas doutrinas estao acima de qualquer cultura . 5º De fato a biblia usa uma comparaçao entre vinho e sangue , mas o que muita gente nao sabe é que na biblia encontramos dois tipos de vinho , o fermentado e o suco de uva. Esse ultimo foi utilizado na ultima ceia por cristo e por seus discipulos , portanto ele é que simboliza o sangue de Cristo. 6º Realmente nenhum mandamento fala sobre proibir o uso de bebida alcoolica , porem as doutrinas de Paulo condenam tal pratica e isso pra nós cristaos autenticos ja é o suficiente haja vista ser Paulo o maior doutrinador da igreja. 7º Por fim aconselho vc a estudar sobre os costumes da igreja primitiva , pois alem de nao beberem eles nao guardavam os domingos.

    1. Wallace Barros

      – “Além de não beberem” hahahahahahah. Cara: Você me mata de rir! Noé se reviraria em seu túmulo se ouvisse que ele não bebia!
      – Segundo adoraria ouvir a fonte de onde você retirou o fato de vinho, na bíblia, poder se referir a suco de uva.
      – Terceiro: “Bíblia é acultural”; adorei seu egocentrismo e inocência. A bíblia está tão acima de qualquer cultura que é desrespeitada todos os dias por todos os povos. Ainda bem que você não leu a passagem sobre misturar tecidos diferentes em uma mesma roupa, ou teria de passar sermão em muita gente.
      – Quarto: O fato de ele ter produzido álcool e dado para a população mostra que ele está “pouco se lixando” se você bebe ou não. Você é uma boa pessoa? Cumpre suas promessas e obrigações? Você não se excede nos seus momentos de diversão? Procura sempre cuidar do outro?
      Então não vai ser um copo de álcool que vai fazer Jesus te olhar torto.

  8. Jose Carlos

    Aconselho vc Samira a leitura de 3 livros , 1º a Biblia , principalmente as epistolas paulinas 2º Usos e Costumes dos Tempos Biblicos de Ralph Gower e em 3º A Historia dos Hebreus de Flavio Josefo .

  9. Ana Maria de Morais

    Bom, a princípio tinha me posicionado a não fazer nenhum comentário sobre este assunto. Mas a necessidade me obriga.
    Sou contra o uso abusivo de bebidas alcoólicas. E na verdade quem me conhece de perto bem sabe que não as consumo e nem refrigerante eu faço uso. Sou semi vegetariana e procuro no possível ter uma alimentação saudável.
    Sei o quanto há doenças derivadas do consumo abusivo de álcool, sempre aconselho meus pacientes quanto o uso exagerado. Sempre oriento os jovens. Sei que pode ser o “mal” para a destruição de uma família, pois quando há vício torna-se droga.
    Porém, conheço várias pessoas que são bons pais de família, ótimos colegas de trabalho que consomem algum tipo de bebida e nunca fizeram mal a ninguém. Por que 1 copo de cerveja ou 1/2 taça de vinho não foi motivo para agressão e nem para desavença.
    No entanto, eu jamais posso julgar as pessoas por que seguem ou não meus hábitos. Parece-me que o Evangelho de São Mateus no capítulo 7, onde Jesus diz “Não julgueis para não sereis julgados” e ainda acrescenta ” Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho?”
    Quero esclarecer enquanto comissão organizadora da Festa de Nossa Senhora do Ó 2013 que a Paróquia não irá comercializar e nem lucrar com bebidas alcoólicas. Caso alguma pessoa as deseje consumir, será apenas a cerveja, com vendedores ambulantes no dia da Cavalgada e Jantar.
    Quem irá proibir? Eu jamais irei, pois tenho muito o que fazer.
    Meu testemunho amados irmãos procuro dar a cada dia, mesmo errando e não apontando os erros, não julgando, não dizendo o que é certo ou o que é errado.
    Quero concluir dizendo que o nosso Deus é Misericordioso e o próprio Cristo prometeu ao ladrão arrependido o Reino dos Céus.
    É esse Reino que busco, mesmo errando e me convertendo a cada dia.
    Concluo aqui meu pensamento e não ficarei “trocando palavras” com ninguém.
    Obrigada ND pelo espaço para expor minha singela opinião.

  10. Jose Carlos

    Como “ comissao organizadora ” vc tem que esclarecer para os fieis da igreja Romana que bebida e cristianismo não combinam . Seja socialmente ou seja lá de que forma for. O uso de Mateus 7 está totalmente fora de contexto aqui. Ninguem ta julgando ninguem , apenas demostramos que cristianismo e alcool nao andam juntos , com um conhecimento minimo da biblia se observa isso. Mas esse é o grande problema da maioria dos cristaos , falta de conhwcimento das verdades reveladas na biblia.

    1. Wallace Barros

      Visão do José Carlos – “Estou dizendo que é errado, mas não estou julgando.”
      “Falta conhecimento” – Mas não estou chamando de ignorantes.
      Na boa, parece que você só vai se perceber como “juiz moral” quando se ouvir pensar; esse vai para o inferno.
      Suas palavras não combinam.

      PS: Cristianismo e álcool não andam juntos, mas padre nenhum no mundo deixa de celebrar usando vinho com álcool. Incoerência?

  11. Jose Carlos

    Nao sei porque tanta revolta Ana Maria , em nenhum momento disse que seu irmao tinha vicios . Vcs leêm a Palavra , ótimo , mas precisa ler um pouco mais pois continuo a afirmar que segundo ela ( a palavra) alcool e cristianismo nao combinam. Essa balela de beber socialmente é subterfugio de quem quer justificar o erro . E isso é bem tipico da natureza humana , arrumar desculpas para seus erros.

  12. Agripino Junior - Editor

    Caros leitores, entendo perfeitamente que o tema gere bastante discussões. Cada um defendendo seu ponto de vista. Entretanto, gostaria de informar que se elas tomarem um rumo pessoal, que possa gerar discussões ásperas demais e que saiam da temática da postagem, terei de barrar os comentários para que as coisas não fujam ao controle.

    Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *