CAMPANHA PEDE DOAÇÃO DE SANGUE PARA CRIANÇA COM LEUCEMIA

A pequena Ana Isadora Viana Martins, de 2 anos, é o foco de uma campanha iniciada por sua família e que está tomando conta dos perfis de redes sociais nas cidades de São José de Mipibu de Nísia Floresta. A criança foi recentemente diagnosticada com um quadro de leucemia.

Filha do casal mipibuense Marcelo Martins e Rutheana Viana, Isadora – que tem uma irmã gêmea – está internada no Hospital Infantil Varela Santiago e precisando que muitas pessoas doem sangue para seguir com o tratamento.

ana isadora

Foto: Cedida

A campanha tem como objetivo angariar um grande número de doadores de sangue, que podem fazer esse ato de solidariedade no Hemonorte em nome da criança. É preciso também receber o comprovante e entrega-lo, de preferência, aos familiares de Ana Isadora ou à assistência social do Varela Santiago.

A princípio, qualquer pessoa pode doar, basta levar um documento oficial com foto e órgão expedidor (RG ou documento oficial equivalente). Entretanto, confira a seguir algumas considerações, retiradas do Portal Brasil:

Passo 1: Veja se está dentro dos requisitos básicos.

• Se você tiver entre 16 e 18 anos incompletos, a doação só poderá ser realizada mediante consentimento dos pais ou responsáveis legais. É possível ainda que o Hemocentro solicite a presença dos pais para a doação.
• Ter até 69 anos, 11 meses e 29 dias de idade, sendo que a primeira doação deve ter sido feita antes dos 60 anos;
• Ter peso igual ou superior a 50 kg;
• Estar alimentado, mas evite alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação. Caso seja após o almoço, aguardar duas horas;
• Ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas.

Passo 2: Verifique os impedimentos temporários.

• Estar bem de saúde. Ou seja, se estiver gripado, resfriado, com febre, espere 7 dias após o desaparecimento dos sintomas;
• Período gestacional;
• Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana;
• Amamentação;
• Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
• Tatuagem e/ou piercing nos últimos seis meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação);
• Não ter feito exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos seis meses;
• Comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.

Passo 3: Confira se não está dentro dos critérios definitivos de impedimento.

• Hepatite após os 10 anos de idade;
• Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;
• Uso de drogas ilícitas injetáveis;
• Malária.

Da Redação
 Do Nísia Digital

O que tem a nos dizer?

...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});