REFORMADO, PAVILHÃO 2 DE ALCAÇUZ ESTÁ PRONTO PARA RECEBER DETENTOS

Aos poucos o cenário de destruição deixado pela rebelião que tomou conta da Penitenciária de Alcaçuz em janeiro deste ano vai dando lugar a um a paisagem diferente. O pavilhão dois da Penitenciária Estadual de Alcaçuz já está pronto para receber detentos. A estrutura foi entregue na tarde desta quarta-feira (31) após uma “reestruturação completa”, como afirmou o titular da Secretaria de Justiça e Cidadania, Luis Mauro.

Além do secretário, a secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, e o secretário da Infraestrutura (SIN), Jader Torres, também participaram da visita de inauguração do pavilhão. “Os agentes da Força Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) colaboraram com as ideias da estrutura. Com a experiência e a vivência deles foi possível redesenhar o interior do pavilhão”, afirmou o secretário Jader Torres.

Mudanças

O ambiente claro, arejado e cheirando a tinta está dividido em duas alas (A e B), cada uma com 7 celas, que abrigam 13 detentos. O pavilhão recebeu melhorias como reforço no sistema de segurança das trancas das celas, reforço no sistema de iluminação e retirada todas as tomadas e fiações de dentro das celas, o que impedirá qualquer recarga de bateria de celular. O sistema de trava das celas também ganhou um novo mecanismo e eliminou os cadeados.

O pátio de sol foi reformulado, uma cobertura foi erguida e ganhou um banheiro. Uma marcação no chão exibe um novo mecanismo de controle dos internos no espaço aberto. “Durante o banho de Sol, os detentos não podem pisar na parte vermelha do chão. Tudo isso para deixar o ambiente mais seguro”, disse Luis Mauro. O piso também foi reforçado com concreto, mas a secretaria não informou, por medida de segurança, a espessura dessa camada.

Os presos do pavilhão 2, assim como dos pavilhões 1 e 3, foram todos levados para o pavilhão 5, em uma operação realizada pela força tarefa de intervenção penitenciária, no dia 20 de março deste ano. A obra do pavilhão 3 já foi concluída e 334 presos já estão no local. No total, 825 presos estão no pavilhão 5, atualmente, e aguardam a transferência.

O pavilhão agora também conta com parlatórios para atendimento jurídico, com vidro blindado. O contato com os internos ocorre apenas por interfone. Também foram executados os serviços de recuperação hidrossanitária e pintura de toda a estrutura, paredes, pisos e lajes.

Por Andréa Tavares / do G1-RN

O que tem a nos dizer?

...