SÃO JOSÉ DE MIPIBU TRANSFERE PRONTO-SOCORRO DO HOSPITAL REGIONAL PARA A UPA

Foto: Reprodução/Facebook

A Prefeitura Municipal de São José de Mipibu, por meio da Secretaria Municipal de Saúde emitiu uma nota informando sobre a transferência do atendimento do pronto socorro do atual local (Hospital Regional Monsenhor Antônio Barros) para as instalações da UPA – Unidade de Pronto Atendimento.

Como municípios cooperados, Nísia Floresta e Senador Georgino Avelino também serão atendimentos na UPA de Mipibu.

Confira a nota na íntegra logo abaixo:

NOTA

A Secretaria Municipal de Saúde de São José de Mipibu vem por meio desta Nota informar à população que, nesta terça feira, dia 03/07/2018, ás 14:00 horas, vai estar transferindo o atendimento do pronto socorro do atual local (Hospital Regional Monsenhor Antônio Barros) para as instalações da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de São José de Mipibu/RN, localizado na rua Pedro Freire de Melo n.º 07, nas proximidades do estádio de futebol Ferreirão, a referida unidade fica próximo aos acessos principais do Pau Brasil.

 

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) se destina ao atendimento de urgência e emergência adulto e infantil, lembrando que o serviço da unidade é estritamente ambulatorial, de caráter pré hospitalar, com objetivo de estabilizar os casos de urgência e emergência e encaminhar os pacientes para as unidades hospitalares para o internamento. As orientações normativas do Ministério da Saúde UPA não pode internar, apenas observação por 24h.

 

Os atendimentos de urgência e emergência são de responsabilidades de cada ente Municipal, com encerramento do pronto atendimento no Hospital Regional, o referido serviço é voltado apenas para a população residente de São José de Mipibu/RN e Municípios Cooperados com a UPA: Nísia Floresta e Senador Georgino Avelino, por isso para ter acesso aos atendimentos serão necessários à apresentação obrigatória do cartão SUS e comprovante de residência, identidade e CPF. Tais documentações são necessárias para o preenchimento dos boletins de atendimentos (prontuários) como também a comprovação do Município de Residência. A Unidade de Pronto Atendimento realizará um acolhimento buscando priorizar a segurança do usuário.

 

O atendimento também será orientado pela classificação de risco (Método de Manchester): estabelecimento, que determinação do tempo e o acesso aos atendimentos.

Da Redação / Nísia Digital

O que tem a nos dizer?

...