Cidade do RN quer erguer a maior estátua da América Latina

O município de Santa Cruz, no Rio Grande do Norte, a 111 km de Natal, pretende erguer no alto do Monte Carmelo (conhecido como Cruzeiro), a maior estátua religiosa da América Latina.

Quando pronta, a estátua atingirá 42 metros de altura e será maior que o Cristo Redentor no Rio de Janeiro, que tem 38 metros de altura. A estátua levará a imagem de Santa Rita de Cássia, padroeira da cidade, e será erguida em uma base de 3 metros, com 42 metros de altura e mais 8 de resplendor, totalizando 53 metros de construção.

A licitação da obra promovido pela prefeitura de Santa Cruz já foi iniciada e deverá ser concluída até o final do mês. Os primeiros 20 metros das formas gigantes que vão moldar estátua já estão prontos e a previsão é de terminar a obra até dezembro. A obra terá um investimento de mais de R$ 4 milhões.

O monumento está em processo de moldagem desde o mês de janeiro, pelo arquiteto, escultor e professor da Universidade Federal da Paraíba, Alexandre Azedo Lacerda.

O processo de moldagem da escultura é desenvolvido por técnica criada pelo próprio Alexandre. Inicialmente é feita uma estrutura em madeira, em seguida ela é preenchida com argila e a partir daí é aplicada uma camada de gesso sobre a argila. Depois, os moldes que darão forma a estátua em concreto armado, são separados.

O arquiteto projetou a estátua de Frei Damião em Guarabira (PB) e é filho de Armando Lacerda Marfden, escultor da estátua de Padre Cícero em Juazeiro (CE), de 27 metros de altura, inaugurada no ano de 1969.

Fonte: DN Online

Planos de saúde devem cobrir cirurgias para miopia no RN

A Procuradoria Regional do Direitos do Cidadão no RN (PRDC/RN) apresentou um parecer nesta quarta a favor de que os planos de saúde realizem a cobertura das cirurgias oftalmológicas a laser para reparação de miopia, nos casos em que o grau do paciente for inferior a sete. Para a PRDC/RN, as normas da Agência Nacional de Saúde (ANS) que restringem a cirurgia aos pacientes com grau superior a sete é inconstitucional e ilegal.

O parecer da PRDC acompanha o laudo pericial realizado por determinação da Justiça Federal que alega que a miopia é considerada uma doença a partir de qualquer grau. “É observado em alguns pacientes míopes acima de oito graus, ausência de alterações no fundo do olho e por outro lado miopias de apenas um grau com alterações degenerativas típicas, conclui-se que não existe um número rígido”, observa o perito.

O laudo pericial apontou, ainda, que eventuais sequelas na realização da cirurgia não se restringe aos pacientes com grau de miopia inferior ao grau sete, mas a todo e qualquer paciente. “Em medicina como na cirurgia refrativa não existe um número fixo e imutável mas sim uma sugestão que, baseado na precisão dos aparelhos e consenso da Sociedade Brasileira de Cirurgia Refrativa, seria operar acima de 1 grau”.

A Procuradoria Regional do Direitos do Cidadão reitera o pedido feito em ação civil pública, assinada pelo procurador da República Sérgio Monteiro Medeiros, em 2003, e pede que seja declarada a nulidade da exigência com relação ao grau. E pede, ainda, que as operadoras de planos de saúde sejam condenadas a efetuar a cirurgia a laser para todos os pacientes portadores de ametropias (defeitos da refração do olho) que tenham indicação médica de cirurgia, sob pena de pagamento de multa diária em caso de descumprimento. O parecer foi oferecido na Ação Civil Pública nº 2003.84.00.002829-3 e será apreciado pela juíza federal da 4ª Vara.


Fonte: Diário de Natal

Campanha Nacional Criança Não é de Rua passa pelo RN

A Campanha Nacional Criança Não é de Rua, cujo objetivo é promover o diálogo sobre a questão das crianças e adolescentes que moram nas ruas, desvinculadas de suas famílias, passa pela cidade de Natal nos próximos dias 29 e 30. No dia 29, o Secretário Nacional da Campanha, Bernardo Rosemeyer, fará uma abordagem de rua para avaliar a situação na cidade de Natal. No mesmo dia, ele visitará instituições locais ligadas à criança e ao adolescente. No dia 30, quarta-feira, será realizado o Seminário Estadual, abrindo o debate sobre a situação de moradia de rua de crianças.

A principal alegação do poder público em todo o Brasil para o déficit de políticas públicas para crianças e adolescentes em situação de moradia nas ruas é a ausência de dados quantitativos e qualitativos sobre o assunto. Desse modo, os Seminários Estaduais buscam reunir entidades de diversas esferas da sociedade em torno do tema, pretendendo estimular o levantamento desses dados. Assim, a interação das instituições ligadas à temática será facilitada, permitindo uma maior mobilização em torno da resolução do problema.


Fonte: DN On Line

Chuvas atraem turistas e lotam hotéis no interior

As chuvas trouxeram uma nova perspectiva ao turismo da região do Seridó. A emoção de ver o açude Gargalheiras sangrando é singular, inesquecível, por isso muitas pessoas estão se deslocando de Natal ou de outras cidades, no Rio Grande no Norte ou estados vizinhos, para assistir de perto ao maior espetáculo do sertão.

A sangria do açude construído em meio a uma paisagem deslumbrante, em Acari (distante 210 km da capital), tem sido a principal atração turística da região. Melhor impossível para os proprietários de pousadas, que escutam o telefone tocar desde que a régua apontava menos de 50 centímetros para sangria começar.

O proprietário da pousada Gargalheiras, Francisco Bezerra, mais conhecido como Chico de Balá, está se sentindo um convidado especial da festa. “Estávamos muito apreensivos, temendo um inverno fraco, e agora estamos todos felizes. Teve até foguetório”, afirmou. Do alto de seus 61 anos de idade, ele chora de emoção como se fosse um menino feliz por ter ganho um presente muito esperado.

Desde o primeiro final de semana da sangria, a pousada tem permanecido lotada e com reservas até meados de maio. “Este ano o pessoal está mais eufórico, porque o reservatório estava com apenas 25% de sua capacidade, ou seja, 10 milhões de metros cúbicos. Agora o cenário é outro”, comenta.

Lei mais aqui.

Governo federal manda alimentos para o RN; dinheiro não tem previsão

Cento e quinze toneladas de alimentos serão distribuídas até sábado entre cerca de 25 mil pessoas prejudicadas pelas enchentes no interior do Rio Grande do Norte. A ajuda foi anunciada nesta quinta-feira (10) pelo secretário nacional de Defesa Civil, Roberto Guimarães, que visitou o estado e sobrevoôu as regiões mais afetadas pelas chuvas. É a primeira providência concreta do governo federal.

Mas o estado ainda não sabe quando nem quanto receberá de ajuda em dinheiro para recuperar os danos causados à infra-estrutura das cidades. A governadora Wilma de Faria pediu R$ 98 milhões, recursos que devem ser adquiridos pelo governo federal através de Medida Provisória, mas que ainda não foram liberados. O montante enviado ao Nordeste deve ultrapassar R$ 500 milhões.

“Só repassamos recursos a quem entregar o documento (exigido para homologar o decreto de estado de emerência)”, disse o secretário de Defesa Civil, que não soube informar quando será liberada a verba prometida pelo governo federal. Ontem, subiu de 46 para 49 o número de cidades que decretaram estado de emergência no estado. Nenhuma foi homologada ainda pelo governo federal.

Leia mais aqui.

Notas rápidas

Por Souza Junior

Educação: O número de estudantes de outros municípios que migraram para as Escolas da cidade de Nísia Floresta cresce ano após ano. Isso mostra a credibilidade de nosso ensino, mesmo com dificuldades, as escolas de nosso município oferecem um ensino de boa qualidade. Existem estudantes de Parnamirim, Arez, Georgino Avelino e principalmente de São José de Mipibu.

Economia: O comércio de Nísia Floresta pede socorro, a falta de uma agência bancaria em nosso município está fazendo muitos comerciantes a fecharem as portas. Infelezmente muita gente anda fazendo vista grossa para esse problema já antigo e que atinge negativamente a economia local.

Cultura: Nos próximos dias será inaugurada a Biblioteca Paroquial. Ela estará localizada no Centro Pastoral Isabel Gondim, no centro da cidade.

Onze espécies de animais correm risco no RN

Sandra Monteiro – Jornal de Fato

O Rio Grande do Norte possui onze, das 100 espécies de animais que correm maior risco de extinção no País. Somente a região Oeste agrupa três dessas espécies: a jaguatirica, o gato-do-mato e o tatu-bola. Apesar da constatação, a superintendência do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) no Estado não possui nenhum projeto específico para preservação e proteção destes animais. O órgão não contabiliza o total estimado de animais, de cada espécie, que ainda existe no Estado. A responsável pelo núcleo de Fauna do Ibama/RN, Ivelise Corsino da Costa, explica que todos os trabalhos a cerca das espécies ameaçadas de extinção são centralizados na sede da instituição, em Brasília. Em alguns casos, a exemplo dos quatro tipos de tartarugas que compõem a lista, o Ibama trabalha em parceria com o Projeto Tamar.
O trabalho desenvolvido pelos biólogos oferece cobertura às espécies tartaruga-meio-pente, tartaruga-de-pente, tartaruga-oliva e tartaruga-verde. “A nível de superintendência o que fazemos são as parcerias. Temos comitês que trabalham diretamente com projetos parceiros”, explica Ivelise Corsino.
Dentre as espécies registradas no Oeste Potiguar, uma delas, o gato-do-mato-pequeno pode ser encontrado na região onde funcionava a antiga Maisa. Por ser um animal em pequena quantidade, as aparições são raras.

Leia mais aqui.

Litoral em alerta; chega a 25 os casos de Dengue no munícipio

Por Agripino Marques Jr.
Colaborou: Souza Junior


A população da região litorânea da cidade andam muito preocupados com um ser minúsculo. Trata-se do mosquito Aedes Aegypti, o agente transmissor da Dengue. Já passam de 25 os casos da doença em nossa cidade, a maioria deles estão concentrados na faixa do litoral. A Praia de Barreta é o distrito mais atingido. Os especialistas constataram que, além do clima do verão, que é propicio para a reprodução do mosquito, o descaso dos veranistas que só cuidam de suas casa duranta a alta temporada, é um do fatores responsáveis pelos casos no litoral. A Prefeitura já idealizou um mutirão no ultimo final de semana, mas talvez isso não seja o bastante. A conscientização da população para que não ajam mais casos da doença.

Para saber sobre a dengue clique aqui

RN receberá US$ 150 milhões para investir em turismo

O Rio Grande do Norte receberá recursos da ordem de 150 milhões de dólares (cerca de R$ 300 milhões) para investir em obras de turismo. O Estado, que já havia sido o primeiro a assinar os contratos do Prodetur II, é um dos três do país a terem a carta-consulta aprovada para receber recursos do novo Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur Nacional). O lançamento do novo modelo do Prodetur ocorreu na manhã desta quinta-feira (13), em Brasília, com presença da ministra do Turismo, Marta Suplicy, e da governadora Wilma de Faria. A expectativa é de que parte dos recursos já seja liberada a partir do segundo semestre deste ano. A cerimônia contou ainda com a presença dos governadores do Ceará, Cid Gomes, e de Goiás, Alcides Filho, estados que a exemplo do Rio Grande do Norte também tiveram suas cartas-consulta aprovadas, do secretário de Estado do Turismo, Fernando Fernandes, e parlamentares. Durante o lançamento, a ministra Marta Suplicy citou o Estado como modelo de aplicação dos recursos do Prodetur II. “O Rio Grande do Norte é pioneiro no Prodetur com ações de desenvolvimento do turismo que permitiu o fortalecimento institucional do Estado e um grande impacto na qualidade de vida da população”, comentou a ministra. Durante a solenidade, Wilma de Faria disse que o turismo no Rio Grande do Norte foi responsável pelo crescimento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), da expectativa de vida, da economia e dos indicadores sociais. Ela ressaltou que o setor é responsável por mais de 120 mil empregos diretos e 500 indiretos em todo o Estado. “O turismo tem que crescer ainda mais, porque isso alavanca a economia. Quero destacar o apoio do Ministério do Turismo e do Banco do Nordeste que com os recursos disponibilizados estamos podendo aplicar mais em saneamento básico, construção de novas estradas e centros de convenções, além da capacitação profissional”.

Fonte: Diário de Natal

Convenções partidarias acontecem no mês de Abril

Por Agripino Marques Jr.
Colaborou Souza Junior

Foi confirmada para o mês de abril as convenções partidarias, onde os partidos políticos vão decidir seus candidatos para as eleições deste ano. O ND não terá não tipo de direcionamento para qualquer partido que seja, apenas tentará abrir os olhos da população para os problemas que existem na cidade e seus responsáveis. Fiquem ligados que o ND trará em breve os nomes do candidatos.

Morte de golinhfos preocupa ambientalistas e moradores

Nas ultimas semanas foi grande o número de golfinhos mortos que apareceram no litoral de Nísia Floresta, principalmente nas praias de Búzios e Barra de Tabatinga. Fato este que preocupa os ambientalistas e a população em geral, pois esses animais marinhos se tratam de um dos mais belos tesouros naturais de nossa cidade, além de ser um fator a mais que chama atenção dos turista, desta forma ajudando também no turismo da cidade. 

Devem ser chamados biólogos especialista em vida marinha para analisarem o caso e solucionar este caso, observando qual o verdadeiro motivo destas mortes.



Por Redação, do Nísia Digital.

Espaço do Povo

Por Agripino Marques Jr.
Colaborou Souza Junior.

O espaço do povo de hoje traz duas reclamações graves da população de nossa cidade.

A primeira vem dos moradores do Conjunto Maria Mercia. Os moradores reclamam de um terreno baldio que se localiza naquela região, eles dizem que muitas pessoas estão usando os terrenos para despejar lixo e também animais mortos. Desta forma causando mau cheiro e incomodo ao moradores. Eles pedem alguma providência para nossas autoridades, uma forma de recuperar o terreno ou uma limpeza mais eficaz.

A outra reclamação vem da população em geral, além dos turistas que vem à cidade sobre a questão dos animais que vivem soltos na ruas e estradas. Já ocorreram diversos acidentes, alguns até graves, causado por choque com esses animais. O principal fator observado pela população é própria conscientização dos donos de animais para que os mantenham presos, principalmente se os locais de criação forem perto de estradas.

Ficam registradas as reevindicações da população nisia – florestense.
Se alguém quiser fazer algo tipo de reclamação envie-nos um e-mail.

error: