Brasil vence a Costa do Marfim e garante vaga nas oitavas de final

Com uma atuação mais próxima do ideal, especialmente no segundo tempo, a seleção brasileira venceu a Costa do Marfim por 3 a 1 e garantiu com uma rodada de antecedência a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo. Luís Fabiano, que sofria com um jejum de seis partidas sem marcar com a camisa do Brasil, foi o destaque da vitória com dois gols, um deles o mais bonito do Mundial da África do Sul até o momento, embora irregular.


– Foi uma mão involuntária, santa, de Deus. Como foi involuntária, vale – despistou Luís Fabiano após a partida.


A nota lamentável foi a violência dos jogadores marfinenses, e a expulsão injusta de Kaká. Nervoso com as agressões adversárias, o craque brasileiro recebeu cartão amarelo por reclamação. Logo depois, Keita simulou uma agressão e o confuso árbitro francês Stephane Lannoy cai no conto, expulsando Kaká com o segundo amarelo.


Com seis pontos, a seleção de Dunga lidera o grupo G e pode até garantir o primeiro lugar da chave nesta segunda, caso haja empate no jogo desta segunda-feira entre Portugal e Coreia do Norte. Sexta-feira, pela terceira rodada, o Brasil enfrenta a seleção portuguesa na terceira rodada.


BRASIL 3 X 1 COSTA DO MARFIM


Estádio: Soccer City, Johannesburgo (AFS)


Data/hora: 20/6/2010 – 15h30 (de Brasília)

Árbitro: Stephane Lannoy (FRA)

Auxiliares: Eric Dansault (FRA) e Lauren Ugo (FRA)

Público: 84.455 pessoas

Cartões amarelos: Tiéné e Keita (CDM)

Cartão vermelho: 43’/2ºT – Kaká (BRA)

GOLS: 25’/1ºT – Luis Fabiano (1-0); 5’/2ºT – Luis Fabiano (2-0); 17’/2ºT – Elano (3-0); 34’2º T – Drogba (3-1)

BRASIL: Júlio César, Maicon, Lucio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano (21’/2ºT – Daniel Alves) e Kaká; Robinho (47’/2ºT – Ramires) e Luis Fabiano. Técnico: Dunga.

COSTA DO MARFIM: Barry, Demel, Zokora, Kolo Touré e Tiéné; Tiotê, Yaya Touré, Ebouê (26’/2ºT – Romaric) e Dindanê (8’/2ºT – Gervinho); Kalou (21’/2ºT – Keita) e Drogba. Técnico: Sven Göran-Ericksson.



Fonte: Agência O Globo

O que tem a nos dizer?

...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *