ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS PARA DISLIPIDEMIA MISTA

Por Ana Maria Morais, nutricionista e colunista do Nísia Digital

dislipidemiaA dislipidemia é o aumento anormal da taxa de lipídios (gordura) no sangue. Representa um importante fator de risco para o desenvolvimento de lesões ateroscleróticas que podem causar a obstrução total do fluxo sanguíneo e apresenta altos índices de mortalidade. A dislipidemia é considerada mista por causa o aumento do triglicérides (TGs) – (hipertrigliceridemia isolada), aumento do colesterol (hipercolesterolemia isolada). Por essa razão é chamada de dislipidemia mista.

Quando não tratada adequadamente a dislipidemia mista podem doenças cardiovasculares (DCV) e cerebrovasculares, dentre elas aterosclerose (espessamento e perda da elasticidade das paredes das artérias), infarto agudo do miocárdio, doença isquêmica do coração (diminuição da irrigação sanguínea no coração) e AVC (derrame).

Eis algumas orientações nutricionais para o tratamento:

PREFIRA:

· Carnes magras de aves (peito de frango) e bovina (coxão-duro e patinho);
· Carnes gordas de peixes (salmão, sardinha, cavala, atum, anchova);
· Laticínios desnatados, queijos brancos;
· 4 oleaginosas ao dia (castanhas, nozes, amêndoas, ou macadâmia, sem sal) ou 1 colher de sopa de sementes de linhaça triturada;
· Frutas como abacate e açaí;
· 1 colher de sopa de aveia ao dia;
· Cereais integrais (pão integral, arroz, biscoitos, macarrão);
· Consumir leguminosas diariamente (feijões, lentilha, ervilha, grão-de-bico, soja);
· Azeite de oliva extra-virgem em vidro âmbar e de acidez menor que 1% usado sempre frio em cima da comida, salada, sanduíches e óleo de canola para cozinhar os alimentos;
· Preferir margarina light ou creme vegetal a manteiga, mas sempre que possível, trocar a margarina pelo azeite de oliva;
· Frutas (3 unidades ao dia) e vegetais crus em abundância;
· Realizar algum tipo de atividade física no mínimo 3x por semana com orientação médica;
· Procurar atendimento médico e nutricional.

EVITE:

· Alimentos ricos em gordura saturada e/ou colesterol, como bacon, toucinho, linguiça, carnes gordas, pele de aves, óleo e leite de coco, manteiga, azeite de dendê, creme de leite, laticínios gordos, queijos amarelos, embutidos como mortadela, salame.
· Alimentos ricos em gordura trans, como margarinas comuns, sorvetes, chocolates, biscoitos recheados, alimentos industrializados, pré-cozidos congelados;
· Frituras, gratinados e preparos sauté;
· Bebidas alcoólicas e refrigerantes;
· Cereais refinados (feitos com farinha branca);
· Misturar carboidratos na mesma refeição;
· Excesso de açúcar e doces em geral;
· Bebidas alcoólicas e refrigerantes.

Publicidade

O que tem a nos dizer?

...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *