GRUPO DE ESCRITORAS POTIGUARES PARTICIPA DO II ENCONTRO NACIONAL DO MULHERIO DAS LETRAS

O movimento foi criado pela escritora Maria Valéria Rezende, ganhadora do Prêmio Jabuti de Literatura, com objetivo de criar um evento literário voltado para mulheres mediante a exclusão sofrida por elas nos tradicionais espaços das letras. O I Encontro Nacional aconteceu em outubro de 2017 em João Pessoa/PB e contou com cerca de 500 mulheres de todo Brasil. E a semente foi fertilizando ações e criação de Mulherio em vários Estados Brasileiros.

Atualmente, o grupo nas redes sociais já contabiliza mais de 6 mil mulheresbrasileiras, além do Brasil, elas estão também no Exterior. De natureza colaborativa e voluntária, vários encontros regionais foram realizados, culminando no II Encontro Nacional do Mulherio que aconteceu nos dias 2 a 4 de Novembro, no Guarujá. Do Rio Grande do Norte, além da professora Rejane Souza, criadora do Mulherio das Letras Nísia Floresta, foram as poetas e escritoras Gilvania Machado, Jeanne Araújo e Eliety Marry.

O Encontro contou com 3 dias de intensa programação que contou com oficinas, rodas de conversa, documentário, exposição da escritora homenageada. Pagu, e lançamentos de livros. A novidade ficou com a implantação da Livraria Mulherio das Letras. O grupo do RN que já havia participado da organização do Mulherio Regional em Recife este ano, teve a grata surpresa de ser a cidade de Natal escolhida, por unanimidade, da comissão organizadora para sediar o III Encontro Nacional do Mulherio das Letras em 2019.

O novo momento estará sob a coordenação geral de Rejane de Souza, que conduzirá a composição da equipe, além das escritoras que já vêm participando ativamente dos eventos, e contará com apoio das Coordenações de Recife e da Paraíba. Mais um desafio para nossa nisiaflorestense que já produziu outros eventos de sucesso na região, como as Cores da Cultura de Nísia Floresta, I FLINÌSIA, I Alpendre Literário e outros.

A seguir, confira alguns registros das potiguares participando do evento:

Da Redação / Nísia Digital

O que tem a nos dizer?

...